Até 2021!

20/12/2020 09:05

Prezadas(os), estamos finalizando mais um ano!

A Pró-reitoria de Pesquisa agradece a colaboração para que o nosso trabalho de divulgação de pesquisa tenha tido sucesso ao longo de 2020. Mesmo em condições diferentes dos anos anteriores, fisicamente distantes da UFSC, trabalhamos em prol da divulgação do que é produzido na universidade e no âmbito geral da pesquisa e, também, em prol da publicação de oportunidades em pesquisa para a comunidade universitária, aqui neste site.

Ao longo de 2020, realizamos mais de 1200 postagens no POP, contemplando bolsas, editais, chamadas públicas e eventos – no Brasil e no exterior – em todas as áreas do conhecimento. Dessas postagens, 27 foram sobre editais específicos para o desenvolvimento de pesquisas sobre a Covid-19.

Em nossa página no Facebook fizemos mais de 260 publicações, divulgando notícias sobre pesquisa em geral, sobre a Covid-19 e muitos trabalhos que estão sendo realizados na UFSC, em prol da sociedade.

No site da Propesq, focamos na produção de três séries:
– Cientistas pela UFSC: com 6 entrevistados
– Ciência, Pesquisa, Ação!: com 14 pesquisas divulgadas – focadas especificamente em estudos sobre a Covid-19
– Com Ciência Negra: com 4 reedições e 5 entrevistas inéditas

Além dessas postagens, iniciamos a publicação semanal de vídeos dos bolsistas de iniciação científica (Conhecendo a Iniciação Científica da UFSC), que terá continuidade em 2021.

 

Hoje, encerramos as publicações deste ano. Agradecemos aos pesquisadores que contribuíram para o enriquecimento do nosso trabalho e almejamos divulgar cada vez mais e contribuir também com os trabalhos desenvolvidos na UFSC.

Boas festas e uma ótima passagem de ano!

Até janeiro!

Melhorias POP 2021

15/11/2020 09:06

Prezados usuários do POP e assinantes de nosso boletim diário,

Hoje iniciamos a 1ª etapa de uma série de melhorias para 2021.
A partir desta semana, as postagens serão publicadas aos domingos, terças e quintas – para que nossos assinantes recebam os boletins segundas, quartas e sextas.

Convidamos a quem ainda não recebe o boletim a fazer a inscrição pelo link e depois efetuar a sua validação.

Agradecemos aos que nos acompanham nesse formato dos últimos 4 anos e contamos com a sua colaboração para o envio de oportunidades sobre pesquisa e sugestões para melhorias no serviço prestado.

Estamos disponíveis pelo e-mail: noticias.propesq@contato.ufsc.br

 

Equipe Portal de Oportunidades de Pesquisa/Propesq

Cooperativo ICT- 08/2020 FINEP – Parceria com a Alemanha

09/11/2020 12:22

A FINEP publicou em 08/10 a Seleção Pública que tem por objetivo conceder recursos não reembolsáveis para o desenvolvimento de soluções inovadoras por ICTs brasileiras que atuem com pesquisa, desenvolvimento e inovação, obrigatoriamente em cooperação com uma instituição alemã de modo a atender alguns dos temas e desafios da bioeconomia preconizados neste Edital.

Espera-se apoiar o desenvolvimento de novas soluções tecnológicas, produtos, serviços e processos, baseadas nos temas de “uso industrial da biomassa” e de “plantas medicinais e aromáticas”, objetivando a geração de conhecimentos, tecnologia e inovação para ganhos econômicos, sociais e ambientais de ambos os países.

O arranjo institucional consistirá na cooperação de pelo menos uma ICT brasileira – em conjunto ou não com outras instituições brasileiras – com pelo menos uma instituição alemã para o desenvolvimento de um projeto de interesse comum nos termos do item 1.1.

A UFSC poderá submeter apenas uma proposta institucional até o dia 19/03/2021, por este motivo, os interessados em participar deverão manifestar interesse em compor a proposta por meio do e-mail propesquisador@contato.ufsc.br informando:

  • Qual área de interesse:

ÁREA 1 – Uso industrial de recursos renováveis (biomassa) especificando a ênfase

ÁREA 2 – Plantas aromáticas e medicinais especificando quais plantas

  • Se possui contato e com qual(is) instituição(ões)Alemã(s);
  • Apresentar um esboço/ideia do produto ou processo inovador a ser desenvolvido (cerca de 10 linhas).

Encaminhar estas informações até o dia 20/11/2020.

Faremos uma reunião com os interessados no dia 25/11/2020, às 15h via videoconferência https://conferenciaweb.rnp.br/webconf/pro-reitoria-de-pesquisa-ufsc para verificarmos a possibilidade de elaborar uma única proposta institucional, sem necessitarmos fazer uma seleção interna.

Tags: Apoio financeiroBrasilExteriorFINEP

Coronavírus em SC: Fapesc integra chamada nacional e oferece bolsas de estudo a pesquisadores catarinenses

15/04/2020 17:58

COVID-19

Objetivo: Pesquisas com objetivo de combater à Covid-19, suas consequências e outras síndromes respiratórias agudas graves podem receber financiamento pela chamada pública do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), realizada em conjunto com os ministérios de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Saúde. O valor destinado é de R$ 50 milhões e as propostas devem ser submetidas até 27 de abril.

Mais informações no site.

Tags: COVID-19

ENAD busca projetos inovadores para enfrentar COVID-19 no Brasil

09/04/2020 09:44

COVID-19

Objetivo: Incentivar e apoiar a sociedade na criação de alternativas para minimizar o impacto do novo coronavírus nas áreas social, econômica, de saúde e tecnologia.

Os critérios que devem nortear os projetos são: fácil implementação, alto impacto, eficiência, além de viabilidade jurídica e econômica.

As inscrições podem ser feitas pelo site https://desafios.enap.gov.br/ e estão divididas em quatro categorias: eficiência do sistema de saúde para o enfrentamento da epidemia; diminuição de impactos econômicos no contexto da COVID-19; mitigação das consequências socioeconômicas da COVID-19; e monitoramento e gestão do enfrentamento da pandemia

Mais informações no site.

Tags: BrasilCOVID-19

Chamada nacional destinará R$ 50 milhões para pesquisas sobre a Covid-19

08/04/2020 09:04

COVID-19

Está aberta a chamada de apoio a pesquisas que visem o enfrentamento da Covid-19, suas consequências e outras síndromes respiratórias agudas graves. A iniciativa é uma parceria do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e Ministério da Saúde (MS), por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (Decit/SCTIE). Ao todo, serão destinados R$ 50 milhões.

A chamada prevê ainda a possibilidade de participação das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs) a partir de cofinanciamentos a propostas selecionadas cujas instituições-sede estejam em seus respectivos estados. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) poderá apoiar os projetos de pesquisadores catarinenses aprovados na chamada nacional.

Linhas de pesquisa apoiadas

As propostas apresentadas devem seguir um dos temas definidos pela chamada. Os projetos apoiados pelo MCTIC poderão ser integrados à Rede Vírus MCTIC.

Os temas são:

  1. Tratamento: estudos para avaliação de alternativas terapêuticas para a Covid-19;
  1. Vacinas: estudos para desenvolvimento de vacinas preventivas e/ou terapêuticas contra Covid-19;
  1. Diagnóstico: aprimoramento e desenvolvimento de novos testes diagnósticos para Covid-19 e avaliação da acurácia de testes diagnósticos para Covid-19;
  1. Patogênese e História Natural da Doença: desenvolvimento de estudos para avaliação da patogênese e da história natural da doença causada por SARS-CoV-2;
  1. Carga de Doença: desenvolvimento de estudos para avaliação da carga de doença da Covid-19;
  1. Atenção à Saúde: estudos para avaliação da atenção à saúde nos três níveis de complexidade frente à epidemia de Covid-19;
  1. Prevenção e Controle: avaliação do uso de EPI na prevenção, controle e manejo da Covid-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves; estudos sobre abordagens efetivas e viáveis para promover aceitabilidade, adesão e cumprimento das medidas de prevenção e controle da Covid-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves na população; estudos sobre estratégias de boa comunicação e prevenção de notícias falsas (fake news) da Covid-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves para a população; estudos para avaliação da vigilância em saúde da Covid-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves; e estudos para avaliação da efetividade de intervenções não farmacológicas frente à epidemia de Covid-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves.

Faixas de financiamento

Nas linhas 1, 2, 3 e 4, serão apoiados projetos com valor máximo de R$ 2 milhões. Quando envolver ensaios clínicos, o valor máximo será de R$ 8 milhões, incluindo recursos de Custeio, Capital e Bolsas.

Para as demais linhas de pesquisa, o valor máximo das propostas será de R$ 2,5 milhões, incluindo recursos de Custeio, Capital e Bolsas.

Serão priorizados projetos desenvolvidos em rede ou multicêntricos, que poderão ter valores superiores aos já mencionados, a partir de avaliação de mérito científico e relevância sócio sanitária.

Além disso, poderão ser destinados até R$ 500 mil para a contratação de estudos secundários, como revisões sistemáticas e avaliações econômicas.

 

Prazos

A submissão de propostas pode ser feita até o dia 27 de abril por meio da Plataforma Carlos Chagas. O resultado final será divulgado em 15 de junho de 2020.

 

Divulgação dos resultados

Dada a emergência de saúde pública, as pesquisas contratadas devem fornecer novas evidências e subsídios ao enfrentamento da pandemia de Covid-19, sendo de relevância para tomada de decisões e para a gestão em saúde. Assim, os resultados parciais e finais devem ser aos Ministérios ao longo da execução das pesquisas e em tempo real, antes mesmo até das publicações científicas ou sempre que requisitados.

Todos os projetos deverão, ainda, ao final da execução da pesquisa contemplada, apresentar um Resumo Executivo com a síntese dos principais resultados da pesquisa e seus impactos, em linguagem acessível. Para tanto, será permitida a inclusão de profissional especializado em divulgação científica como membro de equipe ou a contratação de equipe especializada em tradução do conhecimento com recursos do projeto.

 

Recursos Financeiros

Dos R$ 50 milhões previstos, R$ 30 milhões são do FNDCT/MCTIC e R$ 20 milhões do Decit/SCTIE/MS.

Os recursos do FNDCT/MCTIC, a serem desembolsados em parcela única, estão divididos em R$ 15 milhões para custeio, R$ 10 milhões para bolsas e R$ 5 milhões para capital; dos quais R$ 26 milhões serão aplicados nas linhas 1, 2 e 3 e R$ 4 milhões na linha 4.

Já os valores do Decit/SCTIE/MS serão aplicados nas linhas 4, 5, 6 e 7 e estão divididos em R$ 11 milhões de custeio, R$ 6 milhões de bolsas e R$ 3 milhões de capital, em três parcelas.

Confira a chamada completa em http://www.cnpq.br/web/guest/chamadas-publicas?p_p_id=resultadosportlet_WAR_resultadoscnpqportlet_INSTANCE_0ZaM&filtro=abertas&detalha=chamadaDivulgada&idDivulgacao=9382

 

Fonte: Fapesc

Tags: BrasilCOVID-19EditalFAPESCMCTIC

Confira chamadas nacionais e internacionais para ações de combate ao novo coronavírus

07/04/2020 08:45

COVID-19

Instituições brasileiras e internacionais buscam soluções para amenizar a pandemia mundial provocada pela Covid-19. Várias chamadas públicas foram lançadas neste sentido. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) reuniu em uma lista essas oportunidades com o objetivo de comunicar os pesquisadores, startups e empresas catarinenses que possam contribuir neste momento.

O presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen, destaca a importância do envolvimento dos pesquisadores catarinenses em pesquisas de abrangência mundial. “Essa participação gera troca de experiência qualificada e oportuniza que a ciência seja um catalizador das soluções dos problemas com impacto a longo prazo, mas também dos problemas imediatos sofridos pela sociedade como um todo”, salienta acrescentando que “resolver problemas locais cada vez mais está associado a resolver problemas mundiais”.

A Fapesc, através do Conselho Nacional de Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap), aderiu à Chamada Internacional “Desenvolvimento de terapêutica e diagnóstico para combater infecções por coronavírus”, lançada pela Innovative Medicines Initiative, em conjunto com a União Europeia e a European Federation of Pharmaceutical Industries and Associations (EFPIA), – o período de submissão terminou em 31 de março – e estuda novas ações que serão lançadas em breve.

 

Confira a lista de chamadas com inscrições abertas:

Nidus Governo de Santa Catarina – O laboratório Nidus está mapeando empresas de tecnologia ou de inovação que possam contribuir para a gestão da pandemia do coronavírus em território catarinense. O foco de atuação neste momento está na identificação de casos confirmados da doença e dos grupos de risco por localidade, com identificação de aglomeração de pessoas em tempo real e outros tipos potenciais de monitoramento de grupos.

Empresas de startups em inovação e tecnologia interessadas nesta parceria podem buscar contato com o Nidus por meio do e-mail: nidus@sea.sc.gov.br.

 

Fiesc – Pesquisadores da área da saúde, profissionais da tecnologia e dos setores econômicos e sociais podem participar da nova chamada realizada pela Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) para combate à Covid-19 e ao impacto causado pela pandemia. São buscadas soluções em três categorias: prevenção, tecnologia e economia da crise.

Acesse: https://www.observatoriofiesc.com.br/ferasc

 

MCTIC – O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Telecomunicações (MCTIC) investirá R$ 100 milhões no enfrentamento do COVID-19. O recurso foi liberado como crédito suplementar pelo Governo Federal e terá como origem o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). O MCTIC também está lançando o IdearuMCTIC (www.mctic.gov.br) uma ferramenta para a conexão de ideias e avaliação de maturidade de soluções tecnológicas, com foco inicial nos desafios apresentados pela pandemia.

Na área da ciência, foi anunciada uma Chamada Pública na área da saúde no valor de R$ 50 milhões, sendo que o MCTIC investirá R$ 30 milhões e o Ministério da Saúde 20 milhões. O edital será lançado por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), agência vinculada ao MCTIC. A chamada contemplará projetos nas áreas de diagnósticos, vacinas, testes clínicos com pacientes, patogênese do vírus e outros temas relacionados ao combate à Covid-19.

Além disso, o MCTIC está anunciando sete encomendas tecnológicas no valor total de R$ 50 milhões por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública do MCTIC. São elas: sequenciamento do código genético do vírus, dois protocolos de testes clínicos com paciente utilizando medicamentos para combater a Covid-19, um estudo utilizando Inteligência Artificial para seleção de moléculas que possam inibir a replicação viral, pesquisa em inovação para testes diagnósticos, desenvolvimento de vacinas e projeto na área social.

Acesse: http://www.mctic.gov.br/mctic/opencms/salaImprensa/noticias/arquivos/2020/03/MCTIC_investe_no_combate_ao_Covid19.html

 

Finep/Fapesp

A Finep em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), através da plataforma do programa descentralizado de recursos de subvenção econômica PIPE/PAPPE, estruturou edital a ser lançado no Estado de São Paulo.

Acesse: http://www.finep.gov.br/noticias/todas-noticias/6128-finep-e-fapesp-acabam-de-lancar-edital-de-r-20-milhoes-voltado-a-tecnologias-de-combate-ao-covid-19

 

Capes

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) oferecerá 2.600 bolsas em um novo programa de apoio à pesquisa, voltado à prevenção e combate às epidemias. Em um primeiro momento, cursos que lidam direta ou indiretamente com pesquisas envolvendo o estudo do coronavírus, receberão 2.180 bolsas além do quantitativo já previsto pelo modelo de concessão.

Outras 420, juntamente com recursos de custeio, serão oferecidas aos cursos de excelência – que possuem conceitos 6 e 7 e atuam nas áreas de infectologia, epidemiologia, pneumologia e imunologia.

Acesse: https://www.capes.gov.br/36-noticias/10227-capes-oferece-novas-bolsas-para-a-pesquisa-do-coronavirus

 

UNB

Chamada Prospectiva de Propostas de Projetos e Ações de Pesquisa, Inovação e Extensão para o combate à Covid-19. A proposta deve ser submetida por servidor público (docente ou técnico administrativo) pertencente ao Quadro Permanente da UnB, que será o coordenador. As propostas podem ter participantes externos, tais como pesquisadores, discentes, técnicos, integrantes de empresas juniores, startups e outras empresas, ou servidores de outros órgãos.

Acesse: http://www.dpi.unb.br/en/editais/chamada-dpi-dex-combate-a-covid-19

 

EMBRAPII/Sebrae – liberaram R$ 2 milhões para o desenvolvimento de soluções tecnológicas que auxiliem o Brasil a combater o avanço do novo coronavírus. O aporte será somado a outros R$ 4 milhões da EMBRAPII. A expectativa é chegar a R$ 10 milhões em projetos de PD&I. Os recursos da EMBRAPII e do Sebrae poderão ser utilizados por startups, micro e pequenas empresas associadas ou não a médias ou grandes empresas em projetos de inovação. As soluções podem envolver o diagnóstico e o tratamento da doença. Já as tecnologias incluem softwares, sistemas inteligentes, hardware, peças e equipamentos médicos, entre outros.

Acesse: https://embrapii.org.br/embrapii-e-sebrae-destinam-recursos-para-startups-durante-crise-do-coronavirus/

 

ENAP – lança desafios para enfrentar a crise provocada pela Covid-19. Os desafios são sobre quatro temas: saúde, economia, impacto social e tecnologia. A ideia é mobilizar ideias da sociedade que possam ser empregadas a curto prazo, mas também pensando nos cenários futuros.

Acesse: https://desafios.enap.gov.br/?page_id=32%C2%A0

 

Campanha StartupsXCovid19 do Ministério de Economia – O Ministério da Economia convida startups brasileiras a participarem da campanha StartupsxCovid19, lançada pela Comunidade Governança & Nova Economia (Gonew.co), com apoio da Associação Brasileira de Startups (Abstartups). A campanha facilitará o fomento de soluções de uma forma estruturada para a interação com órgãos como o Ministério da Saúde.

Acesse: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfQ5JSqTn1wwGR8zblo0xE7J5KWtxF5vAh5MXD_t5UeWfFMVQ/viewform

 

INTERNACIONAIS

 

Montreal General Hospital – lançou um desafio para a produção de respiradores artificiais de baixo custo que possam ser impressos localmente em impressoras 3D. A equipe premiada ganhará até CAD 200.000,00 (dólares canadenses).

Acesse: https://www.agorize.com/en/challenges/code-life-challenge

 

Desafio da IBM Cloud – está focado tanto na Covid-19 quanto nas mudanças climáticas. Há possibilidade de programação, codificação e implantação de soluções para enfrentar os maiores desafios da sociedade. Junte-se a mais de 210.000 desenvolvedores, cientistas de dados e solucionadores de problemas que se uniram nos últimos dois anos para construir mais de 8 mil aplicativos no maior desafio tecnológico do gênero.

Acesse: https://www.ibm.com/account/reg/us-en/signup?formid=urx-42793&eventid=cfc-2020&lang=en_US&target=https%3A%2F%2Fdeveloper.ibm.com%2Fdwwi%2Fjsp%2Fp%2Fpostregister.jsp%3Feventid%3Dcfc-2020%26lang%3Den_US

 

Plataforma Startup Health – está recebendo propostas do mundo inteiro para qualquer tecnologia que pode ajudar a acelerar o processo de P&D para encontrar tratamentos e soluções que podem ajudar no diagnóstico, cuidados domiciliares, higiene e/ou telemedicina. Trata-se de um amplo chamamento por inovações que possam ajudar o público, os pacientes e os profissionais de saúde.

Acesse: https://www.startuphealth.com/getting-started

 

MIT Solve – é um chamamento internacional para soluções de prevenção, detecção precisa e resposta rápida de problemas à saúde com o seguinte tema: Como as comunidades ao redor do mundo podem estar preparadas para detectar e responder às epidemias e ameaças à saúde?

Acesse: https://solve.mit.edu/challenges/health-security-pandemics

 

Hackathon Mundial Online – a comunidade tecnológica global está pedindo que todas as pessoas participem de hackathon online para compartilhar e desenvolver rapidamente ideias para lidar com a crise socioeconômica causada pela Covid-19 e aumentar a resiliência diante das suas consequências. A partir de um evento inicial na Estônia, o hackathon ‘Hack the Crisis’ rapidamente se tornou um movimento mundial que culminará no ‘Global Hack’. Países como Turquia, França, Polônia, Índia, Brasil e Austrália organizaram eventos ‘Hack the Crisis’.

Acesse: https://docs.google.com/document/d/18CVv9BYzZvyzoDo-VwDI2wo0znWzrVLq8_TpUpP3LFQ/edit

 

DFG (German Research Foundation) – da Alemanha lançou o edital “Call for Multidisciplinary Research into Epidemics and Pandemics in Response to the Outbreak of SARS-CoV-2″. O financiamento está disponível para projetos que abordam a prevenção, detecção precoce, contenção e investigação das causas, impactos e gerenciamento de epidemias e pandemias, tomando o exemplo do SARS-CoV-2 e outros microrganismos e vírus que são patogênicos para os seres humanos. Há a possibilidade de consórcio internacional de projetos.

Acesse: https://www.dfg.de/en/research_funding/announcements_proposals/2020/info_wissenschaft_20_20/

 

Fonte de informação: Fapesc

Tags: COVID-19
  • Página 1 de 2
  • 1
  • 2